O que faz (ou deveria fazer) um Governador?

De dois em dois anos, somos obrigados a encarar uma urna eletrônica e decidir, entre milhares, uns poucos que escolhemos nos governar. E tem político de sobra: vereadores, governadores, presidente, vereadores, deputados…

A meio caminho entre o prefeito e o presidente, temos a figura exótica do “governador”. Vamos falar a verdade, tanto cargo às vezes confunde. Um prefeito, um presidente também não governam?

A gente não sabe se Deus é brasileiro, mas com certeza a história fez do Brasil um país gigante. Vamos imaginar que você, leitor, foi escolhido para administrar esse país. Ninguém fez isso antes, está tudo nas suas mãos. Depois das honras, no primeiro dia de trabalho, você se senta numa poltrona confortável, no seu gabinete. Olha para a mesa e, agora, tem 207 milhões de pessoas, distribuídas em 8 milhões e 516 mil quilômetros quadrados para governar.

O que você faz?

Em primeiro lugar, divide esse território gigante em pedaços menores, e coloca gente, indicados seus, para administrar esses pedaços. Você chama esses pedaços de “estados”. Depois de um tempo, seus indicados reclamam, porque a tarefa ainda é difícil demais. Com os seus conselheiros, define que vai colocar gente para governar as cidades, dentro dos estados. Temos agora três níveis de administração: cidade, estado e país.

Depois de acordar, você se lembra que vive em uma Democracia, tendo sido eleito pelo povo. E que essa Democracia é uma República Federativa – em que a administração é dividida entre Prefeitos, Governadores e um Presidente.

Assim como Prefeitos e o Presidente, você faz parte do Poder Executivo, e precisa tentar atender ao interesse de todos em seu estado, o interesse público, tentando colocar em prática Leis criadas ou aprovadas pelos deputados estaduais, que compõem o Poder Legislativo. Vocês todos precisam se lembrar que devem respeitar a Constituição Federal e, se pisarem na bola, vão ter de se explicar com procuradores, juízes e ministros do Poder Judiciário.

No Brasil, você, governador, também terá o desafio de controlar as Polícias Civil e Militar, devendo cuidar da segurança de todo mundo no seu estado. Os prefeitos não podem fazer isso e o Presidente tem coisas mais importantes para fazer. A Segurança Pública está nas suas mãos.

Você também tem escolas, colégios e universidades no estado inteiro que também estão nas suas mãos. Se não fizer um bom trabalho – isso inclui compactuar com a corrupção – vai faltar merenda para crianças indefesas, para não dizer coisa pior.

Não podemos esquecer da Saúde. Você ficará responsável por manter hospitais, clínicas e laboratórios brilhando, de preferência para não precisar mais ter plano de saúde. Para te ajudar, a Presidência vai te dar recursos do SUS (Sistema Único de Saúde), que você vai transferir aos municípios, sem desviar um centavo, para que os prefeitos também tenham algo a fazer.

Infraestrutura, como as rodovias estaduais, aeroportos, portos, metrô, também são sua responsabilidade, bem como abastecimento de água e os projetos de moradia. Para te ajudar, poderá nomear Secretários e alguns cargos de comissão. Como bom governador, escolherá especialistas em suas respectivas áreas.

Quem pode se candidatar para esse cargo?

 O que um candidato a governador não pode prometer?

Vote Bem

O voto é o mecanismo mais poderoso da democracia. É com ele que escolhemos quais serão os representantes de nossos ideais na política.

Saiba mais

Como Votar Bem

Aqui você encontra ferramentas, conteúdos e dicas sobre eleições, voto e processo eleitoral. Coloque em prática seu papel de cidadão consciente.

Saiba mais

Vídeos

Assista aos vídeos produzidos para a campanha Vote Bem.

Saiba mais

Movimento Vote Bem