O que faz (ou deveria fazer) um Senador da República?

De dois em dois anos, somos obrigados a encontrar uma urna eletrônica e decidir, entre milhares, uns poucos que escolhemos nos governar. E tem político de sobra: vereadores, governadores, presidente, vereadores, deputados…

Sabemos que o Executivo deve colocar leis e projetos em prática, que o Judiciário deve garantir o cumprimento das leis e que o Legislativo deve criá-las, revisá-las, e fiscalizar o Executivo, como o presidente e seus ministros.

Para o Legislativo federal, precisamos votar em deputados federais e senadores. Já não basta ter uma Câmara dos Deputados? Para que ter um Senado, para complicar as coisas?

Na Roma Antiga, o Senado foi concebido para representar os aristocratas, enquanto a Câmara representava o povo. Nas democracias de hoje, os senadores são uma espécie de “tropa de elite” do Legislativo. Em tese, o Senado deve pacificar os extremos, adicionar mais ponderação e racionalidade ao processo de revisão e criação de leis. Os senadores são como os irmãos maiores dos deputados federais.

Nesse sentido, senadores, além de fiscalizar o Presidente da República e seus ministros, podem processar e julgar os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e o Procurador Geral da República.

Os senadores têm o poder exclusivo de aprovar a escolha de Ministros do Tribunal de Contas, presidentes e diretores do Banco Central, o Procurador Geral da República e titulares de outros cargos importantes. Além disso, ele também pode aprovar nomes de diplomatas brasileiros para representar o país no exterior.

Em 2018 serão abertas duas vagas para senador de cada estado, fazendo com que o eleitor indique dois nomes à urna eletrônica.

Por isso, o Brasil precisa que escolhamos nossos senadores com especial atenção.

O Dr. Estranho é o Senador por excelência do universo Marvel. Já viu “Guerra Infinita”? Se inspire nele para votar no seu senador!

 Quem pode ser senador?

Ter nacionalidade brasileira;

Ter idade mínima de 35 anos;

Ser filiado a algum partido político;

Possuir domicílio eleitoral no estado pelo qual está concorrendo ao cargo;

Ter o pleno exercício dos direitos políticos.

Vote Bem

O voto é o mecanismo mais poderoso da democracia. É com ele que escolhemos quais serão os representantes de nossos ideais na política.

Saiba mais

Como Votar Bem

Aqui você encontra ferramentas, conteúdos e dicas sobre eleições, voto e processo eleitoral. Coloque em prática seu papel de cidadão consciente.

Saiba mais

Vídeos

Assista aos vídeos produzidos para a campanha Vote Bem.

Saiba mais

Movimento Vote Bem